quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Carros de Competição: Lancia Delta S4

Voltando os carros de rally, o ano era 1984, e após sentir a defasagem do Lancia 037 perante aos Audi Quattro, e aos Peugeot 205 t16, o time de Turim, planeja o substituto, como os rivais estavam usando carros de grande produção para conseguir homologação rápida, a escolha foi pelo modelo popular da casa, o Lancia Delta, mas o S4 viria se tornar um dos maiores carros de competição de todos os tempos, em parte graças ao motor, Abarth Triflux, que foi o pioneiro no uso de um compressor casado com uma turbina, ao contrário dos outros carros do Gr.B que usavam motores turbocharged, e do Rover Metro 6R4, que usava uma unidade aspirada. o sistema do Triflux, era complexo mas se mostrou bastante eficaz, e bastante veloz. O motor se comportava como supercharged em baixas rotações e ao passar para altas rotações, uma válvula mudava para turbocharged, eliminando de vez o turbo-lag, tão normal nos carros de competição com turbina. Venceu na estréia, o RAC Rally (Grã-Bretanha), mostrando que daria trabalho aos Audi e Peugeot reinantes. No ano seguinte, o fatídico ano para o rally, começou promissor pra equipe, mas na quinta etapa, o Tour de Corse (França), Henri Toivonen, passa reto em um hairpin e cai em uma ravina, o carro explode matando a dupla Toivonen/Cresto. Com isso, a FISA decide banir o Gr.B no final do ano. E a equipe é reforçada com Massimo "Miki" Biasion, e lutam até o final pelo campeonato, mas por uma decisão da Federação de cancelar a última etapa, o Olympus Rally (EUA), a Peugeot, mesmo desclassificada, leva o caneco. Tornando o Lancia Delta S4 o único Elefantino Rosso sem título de campeão.
Outro fato interessante, foi um teste em Estoril, antes do GP de Portugal, onde um Lancia Delta S4 cravou 1:18.1, tempo bastante rápido para um carro de rally, comparando com a pole-position de Ayrton Senna para a corrida, que foi 1:16.7, ou seja 1.4 segundo de diferença entre ele e um carro de Fórmula 1!!!!!

4 comentários:

Speeder_76 disse...

Belo carro, este. Foi o tumulo do Henri Toivonen e dos Grupo B, e só correu uma época, mas foi suficiente para entrar na história, pois venceu um campeonato, não é?

Rianov Albinov disse...

Grande história Germano!
Parabens!
Do S4, me lembro de eu jogando Gran turismo

Abraços

Germano disse...

Speeder, no Mundial o S4 não levou em 1986, por uma decisão do Balestre, mas no Europeu de Rally foi campeão

José António disse...

O S4 era de facto uma "bomba"! Basta pensar até onde poderia ter evoluido caso não fosse banido o Grupo B!

Uma pequena correcção: Alen e a Lancia não venceram os respectivos campeonatos de 1986 porque a Federação anulou os resultados do Rally de Sanremo devido à indevida desclassificação da Peugeot nesse rali. O Olympus Rali não foi anulado e Alen tendo vencido esse rali ainda festejou a conquista daquele que podeira ser o seu único título da sua carreira. Mas uns dias depois a Federação anulou os resultados de Sanremo e Kankkunen e a Peugeot foram declarados os campeões de 1986.

Cumprimentos