sábado, 6 de junho de 2009

Carros de Competição: Opel Kadett GT/E

A terceira geração do Opel Kadett foi posta nos ralis em 1975, com o modelo esportivo GT/E. Com um motor de 1.897cc com injeção Bosch e 270 HP, foi o primeiro carro de rali da marca a usar injeção de combustível. Mas, teve no propulsor seu principal ponto fraco, com um cabeçote de 16 válvulas ao contrário do normal de 8, tinha sérios probelmas de durabilidade. A tal ponto que equipes que corriam com modelos padrão tinham uma durabilidade maior que os carros oficiais. O problema era tão grave, que Walter Rörhl, na época piloto da Opel pensou em abandonar a carreira, depois de ter motor estourado em praticamente cada evento durante dois anos!!!!!!!! Se não fosse isso, o Kadett seria um grande rival dos Escort RS e Lancias.

2 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

putz dois anos quebrando? Walter Roth aguentou e muito!
legal a história e a foto mais ainda!

Luís Augusto disse...

Os Chevetteiros daqui deveriam estudar essas preparações dos independentes para o Kadett em vez de ficar colocando motor de Opala nos pobres Chevettinhos!